“O Banquete” de Platão

“… Havia um terceiro ser, o andrógino, com uma metade masculina e outra feminina. Estes seres tinham duas faces idênticas, opostas uma à outra sobre um único pescoço. As costas e costelas eram unidas. Tinham um único crâneo e as partes genitais em duplicado. (…) Tais seres eram dotados de uma força incrível, que os levou a acreditar que poderiam atacar os deuses do Olimpo. Como castigo por essa ousadia, Zeus resolveu cortá-los ao meio para os tornar mais fracos. estava então separada a natureza humana. As duas metades estavam sempre à procura uma da outra, e quando se encontravam agarravam-se para conseguir novamente união. Permaneciam assim unidas e morriam de fome e tristeza, pois não faziam mais nada com medo de serem novamente separadas.
Zeus, com pena deles, deslocou-lhes o sexo para a frente e criou o desejo para que a natureza humana pudesse se reproduzir. Esta união propagou a raça humana, e desde então o amor nasce entre os Homens que procuram sempre a sua outra metade na intenção de corrigir a natureza humana original.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *