Not so “Uglies” de Scott Westerfeld

Adiei, adiei e adiei mais um pouco. Soava demasiado a mais um livro para adolescentes (não que haja algo de errado nestes livros, afinal a minha selecção não é assim tão divergente), talvez cheio de preconceitos e de problemas de auto-estima banais. Enganei-me, felizmente!

Scott conta a história de uma sociedade pós-apocalipse, em que todos os problemas residem no aspecto físico das pessoas e todas as soluções para esses problemas eram encontradas após uma cirurgia total que as transformava em algo perto da perfeição.

Os “feios” eram separados dos “bonitos”, interiorizavam que a vida só tinha valor se o seu aspecto fosse perfeito e aprendiam a esperar pelo 16º aniversário em que seriam submetidos à operação e transformados em “bonitos”. Depois viviam alguns anos como “novos bonitos”, até fazerem nova operação tornando-se nos “bonitos de meia-idade” e aí começarem a preocupar-se com desempenhar alguma actividade que servisse a sociedade.

Mas a rebeldia de alguns põe em causa os princípios da sociedade, e o choque entre aqueles que vivem à sua margem e os que advogam os benefícios da operação é bastante enriquecedor.

Pensarmos em viver sem liberdade, primeiro física e social e depois psicológica, é um dos pontos-chave desta história, assim como a facilidade com que distorcemos as nossas imagens sobre nós mesmos, sobre o nosso aspecto e as nossas capacidades, e o valor do trabalho físico em detrimento duma vida de privilégios.

Scott surpreendeu-me, e pelas páginas que já li do segundo livro desta série “Pretties”, vejo que irá continuar a fazê-lo.

………………

Deixem aqui os vossos comentários ou enviem e-mail para: sara.g.farinha@gmail.com

4 pensamentos em “Not so “Uglies” de Scott Westerfeld”

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *