Leituras de Férias: “Um Refúgio para a Vida” de Nicholas Sparks

Tal como tinha prometido aqui fica a minha opinião sobre “Um Refúgio para a Vida”, o primeiro livro do grupo de Leituras de Férias deste ano.

………….

Katie é uma jovem mulher que vive sozinha em Southport, uma cidade pequena no interior dos Estados Unidos da América. O carácter forte de Katie e a racionalidade dos seus actos, são o engodo desta história.

Depois conhecemos Alex e os seus dois filhos pequenos. Ele é um pai extremoso e um homem trabalhador, tão dedicado aos filhos após a morte da sua esposa, que se esquece de viver.

A relação amorosa entre Alex e Katie torna-se inevitável, tomando uma nova dimensão através do relacionamento de Katie com as crianças, Kirsten e Josh.

Jo é a amiga que aparece na vida de Katie e a ajuda a encarar a sua realidade sob outra perspectiva.

…………

É óbvio que Nicholas Sparks sabe o que está a fazer. Uma narrativa simples, mas cheia de elementos complexos. As personagens são cativantes e percebemos desde início que Sparks tem a mestria de criar uma personagem modelada, com dimensão suficiente para a tornar numa pessoa viva.

Quanto à história em si, está longe de ser original e nem o twist no final a poderia caracterizar como original. Contudo, a forma como a narrativa se desenrola, permite que o leitor se condoa com a situação de Katie e a de Alex, que compreenda o raciocínio de Kevin e que aprecie as crianças nos seus momentos de intervenção.

Todas as personagens são construídas como se de pessoas reais se tratassem, mas o que mais me impressionou foi Kevin e os seus raciocínios confusos e dementes que eram, em simultâneo, focados e concisos. Não é difícil colocarmo-nos no papel de Kevin e, ao mesmo tempo, termos a certeza de que ele é um indivíduo doente.

Não vou entrar em pormenores sobre o twist da história, apenas dizer que não fazia ideia que o autor era dado a este tipo de reviravoltas. Bom, não esquecer que este foi o primeiro livro que li de Nicholas e que o comprei porque gostei da sinopse e porque queria perceber porque era um autor tão falado… Acho que percebi o porquê. Talvez leia mais qualquer coisa dele, vou procurar as obras mais antigas dele e ver se alguma me desperta.

Quanto a “Um Refúgio para a Vida”, gostei. Não me deslumbrou, mas dentro do género gostei.

Originalidade – ***

Personagens – *****

Desenvolvimento da História – ****

………….

Deixem aqui os vossos comentários ou enviem e-mail para: sara.g.farinha@gmail.com

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *