‘The Hunger Games’ – Reading Romances Challenge 2012

Adorei “Os Jogos da Fome”, um livro que fala de vidas mais simples que são em simultâneo, tão complicadas. O dia-a-dia no Distrito 12 é tão cheio de dor e medo e, ao mesmo tempo, de amor e laços protectores que são um paralelismo perfeito com a nossa realidade diária.

Adorei as descrições, algumas tão são brutais que nos transportam para um local em que a nossa pele arde, a sede torna-se sufocante e o desespero de proteger aqueles que amamos torna-se quase real.

Suzanne Collins conta esta história de forma brilhante e, mesmo quando pensamos que o próximo acontecimento é óbvio (e algumas pistas foram sendo deixadas pelo caminho), ela transforma um evento previsível em algo novo, com ramificações extensas.

Neste livro o romance toma contornos de pré-adolescência, apesar do charme que as personagens conseguem trazer para essa parte da história. Adorei o Peeta e o Haymitch. Katniss parece-me, em certas situações, demasiado inocente o que não deixa de fazer sentido se pensarmos que ela pretendia viver a vida aproveitando todos os momentos de liberdade (ilegal) que possuía, determinada a evitar complicações amorosas e, sendo forçada a cresce ainda no início da sua puberdade, mas não na sua faceta romântica.

Não quero revelar demasiado sobre esta história mas quero afirmar que estou desejosa de ver o filme que irá estrear em breve no cinema. Espero que consiga mostrar a Katniss em conflito consigo mesma, assim como a sua personalidade empreendedora e pronta para tudo. Comecei “Catching Fire” e continuo curiosa sobre aquilo a que ela terá de sobreviver a seguir.

Φ
Esta é uma opinião no âmbito do Desafio Literário ‘Reading Romances Challenge 2012’. O livro escolhido para o mês de Janeiro obedece ao critério: O primeiro livro de uma série, de um autor novo para mim e um livro que tenha um adolescente como protagonista.

Φ

I absolutely loved “The Hunger Games”. It speaks about simpler lives that are at the same time so complicated. Life in District 12 is so full of pain and fear and at the same time of love and protection that it draws a nice parallel with some aspects of our reality.

There are some brutal descriptions, awesome in a way that we can almost feel our skin burning, our thirst rise and the desperation of keeping safe someone we love. Suzanne Collins tells this story very well, and even when we think the next step is so obvious (and some of them have been hinted all along) she can turn a predictable event in something not so predictable and with ramifications that can be very new.

The romance is pre-adolescent at this point, but the characters do bring some charm to it. Loved Peeta and Haymitch. Katniss is a little too innocent in some events, but it sort of made sense to me with her eagerness to live a full life without amorous complications as well as being forced to grow up in her teens and didn’t mature enough her romantic side.

I don’t want to reveal the major turning points but I am now eager to see the movie that’s coming soon. Hope they are able to show the conflicted Katniss well and her ‘ready for everything’ personality. I’ve started “Catching Fire” and I’m still curious with what they’ll throw at her next.

Φ
This is an article for the ‘Reading Romances Challenge 2012’ for January. My January choice was based on the following prompts: Read the first book of a series, by an author new to me and that has a teen protagonist.

Φ

Related Posts:

http://blog.sarafarinha.com/2011/12/26/literary-challenges-first-reading-challenge-for-2012-is-chosen/

http://blog.sarafarinha.com/2012/01/01/reading-romances-january-challenge/

ΦΦΦΦΦ

Leave your comments here or send me an email to: sara.g.farinha@gmail.com

Deixem aqui os vossos comentários ou enviem e-mail para: sara.g.farinha@gmail.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *