Opinião: ‘A Vingança do Lobo’ de Vitor Frazão

Nova Iorque, vampiros, lobisomens, obliteradores e tantas criaturas sobrenaturais, muito tem este livro para me agradar. Gostei do tema, das personagens, das suas missões, das descrições cruas e da interligação das várias vidas que se cruzam.

É de notar que há uma necessidade de revisão e de aperfeiçoamento de texto. Os inúmeros erros ortográficos e de construção frásica chegam a ser exasperantes, acabando por distrair o leitor da história. A desatenção aos pormenores e um exagero desmedido em explanar tudo o que as personagens pensam ou sentem ajudam a adensar o enredo, tornando-se difícil dissociar a obra finalizada de um primeiro rascunho pela quantidade de coisas que poderiam ser cortadas e polidas.

É óbvio que ‘A Vingança do Lobo’ foi um projecto planeado e executado com paixão. É também inegável que esta história tem todos os elementos necessários para ser um bom livro, carregado de uma diversidade de personagens interessantes, de acção e de enredos paralelos que no final contribuem para um desenlace satisfatório (e claramente sujeito a continuação).

Viciada que sou em histórias de acção, cheias de personagens sobrenaturais, de lutas até à morte e de mundos ocultos, esta foi uma leitura muito interessante, apesar dos constantes lembretes de que existem coisas a corrigir.

Fico à espera da oportunidade de ler um segundo volume onde, espero, ver ultrapassadas estas discrepâncias menos agradáveis.

ΦΦΦΦΦ

Deixem aqui os vossos comentários ou enviem e-mail para: sara.g.farinha@gmail.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *