Diário de Bordo: Leituras em 2012

Estamos naquela altura do ano em que começamos a olhar para trás e a pensar no que se segue. 2012 foi um ano muito animado quanto a leituras. Recorrendo aqui ao Goodreads (uma espantosa ferramenta que ajuda a manter o registo dos livros lidos) este ano conto 102 leituras, excluindo os que reli ou li original e tradução portuguesa.

À semelhança do ano passado, deixo-vos uma pequena lista dos livros que marcaram o meu 2012:

the-last-boyfriend‘The Inn Boonsboro Trilogy’ de Nora Roberts – “Ao fim das primeiras páginas, era claro, porque tantas pessoas lêem as obras de Roberts. Independentemente de histórias e romances, as obras desta autora reúnem o essencial da boa escrita. Nora Roberts engana o leitor com mestria, atira-nos para vivências inesperadas e sólidas, chega a convencer-nos de que escrever é fácil… Não é. Não é (mesmo!!) nada fácil.” Ver Opinião Completa aqui…

IMG_0607‘Bird by Bird’ de Anne Lamott – “Este é um livro impossível de descrever, e de resumir, pela miríade de temas que aborda e pelos significados que cada um de nós pode retirar dele. Acho que posso compará-lo a uma viagem. Enquanto não estivermos dispostos a ir, a comprar o bilhete e embarcar no avião, não seremos capazes de falar sobre a experiência. Enquanto não estivermos dispostos a sermos sinceros connosco, receptivos à compaixão (por nós próprios e pelos outros), não saberemos aproveitar as suas mensagens.” Ver Opinião Completa aqui…

lover reborn‘Lover Reborn’ de J.R. Ward – Qualquer livro de Ward seja da série ‘The Black Dagger Brotherhood’ ou ‘The Fallen Angels’ marcou o meu 2012. Deixo-vos um excerto da Opinião a ‘Lover Reborn’: “J.R. Ward é, sem qualquer dúvida, uma das minhas autoras favoritas. Adoro as personagens brutalmente directas, as reviravoltas da história e o humor inteligente impregnado em cada um destes livros.” Ver Opinião Completa aqui… ou pesquisar Ward na caixinha ‘Pesquisa os meus devaneios’

‘A Arte do Inconformismo’ de Chris Guillebeau – “Chris deixa-nos algumas ideiasA Arte do Inconformismo sobre o que significa ser um autor, um blogger, um escritor de livros, mas, acima de tudo, mostra-nos o caminho de um livre-pensador que procurou viver os seus sonhos e a sua profissão de uma forma comprometida e responsável mas Livre. Este é o contributo inspiracional deste autor para todos aqueles que têm o bichinho de ‘a vida não pode ser só isto’.” Ver Opinião Completa aqui…

Vai aonde te leva o coração‘Vai aonde te leva o coração’ de Susanna Tamaro – “Esta é uma história que nos leva através da vivência de três gerações de mulheres, e das várias formas como cada uma delas lidou com a vida, com o auto-conhecimento e com a busca pela felicidade. É uma lição de vida, uma contemplação da cadência de erros cometidos e do significado (e implicações) de ser mulher. Este livro contém um percurso, ou três, que nos leva a contemplar os motivos das nossas escolhas pessoais, as nossas aspirações e receios, as acções e as suas consequências. Fala-nos de amor, paixão, casamento, religião, fé, inteligência, fervor causal, amizade, alegria, depressão, velhice e da morte.” Ver Opinião Completa aqui…A fé de um escritor

‘A Fé de um Escritor’ de Joyce Carol Oates – “Oates faz-nos desejar ler mais, apreciar os clássicos sob o olhar crítico daquele que aprende. Ela leva-nos numa viagem de histórias imortais, envolve-nos num conhecimento profundo da vida e obra de vários autores, contextualizando os vários capítulos de forma simples e inequívoca.” Ver Opinião Completa aqui…

A RevoltaTrilogia ‘Os Jogos da Fome’ de Suzanne Collins – “Uma história brilhante, executada com mestria que me prendeu realmente. Uma exposição sobre a natureza humana no seu melhor e no seu pior. Um alerta para os extremos a que se chegam quando se procura defender algo para além da vida humana na sua plenitude.” Ver Opinião Completa aqui…

‘Psy-Changeling Series’ de Nalini Singh – “Gosto bastante de um bom romance masslave to sensation considero que estes livros são muito mais do que isso. Lidam com um vasto leque de conceitos emocionais e fazem-nos pensar sobre a influência que a natureza tem nos nossos comportamentos. Eles focam todas as emoções que um ser humano tem à sua disposição, falam do bem e da maldade extrema interligando histórias e personagens interessantes a cenários deslumbrantes e capacidades intrigantes.” Ver Opinião Completa aqui…

Persuasion‘Persuasion’ de Jane Austen – “The rigid social rules gave way to new forms of female expression and I was able to enjoy the common ground that I believe the modern women share with these nineteenth century females. It appears that our ‘hint and show’, instead of ‘tell and confront’, were mostly inherited from these characters and even thou I’m not a great fan of the former I’m well aware of its necessity.” Ver Opinião Completa aqui…Lethal Rider

‘Demonica Series’ e ‘Lords of Deliverance Series’ de Larissa Ione – “Num mundo cheio de criaturas maquiavélicas e seres retirados das crenças religiosas instituídas, estes 8 livros são uma leitura emocionante. Histórias cheias de acção e emoção onde acompanhamos personagens tão diferentes entre si que, mesmo nos seus conflitos internos, acabamos divididos sobre o lado que apoiamos.” Ver Opinião Completa aqui…

Quanto às leituras do próximo ano não me vou comprometer com títulos novos (porque isso correu tão bem no ano anterior…). Posso adiantar que pretendo acabar de ler alguns dos pendentes e dedicar-me a alguns livros de outros autores. Obras que irei partilhando convosco no decorrer de 2013.

E por aí? Quais foram os melhores livros que leram em 2012?

ΦΦΦΦΦ

Deixem aqui os vossos comentários ou enviem e-mail para: sara.g.farinha@gmail.com

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *