Recursos do Escritor: Responde a um Exercício de Sinceridade

Porque escrever um livro não é sinónimo de ser Escritor? Porque escrever váriosverdade livros pode não ser sinónimo de ser Escritor? Porque deixamos o ego interferir no trabalho do dia-a-dia?

Como afirma este senhor na imagem aqui do lado, pertencente àquele, tão conhecido, filme… “Não aguentas a verdade.”

O que faz um Escritor? Escreve.

Escreve para quem? Para os leitores.

Escreve porquê? Porque deseja.

Escreve para quê? Para sobreviver (ganhar dinheiro, vá!)

Quando alguma destas coisas não funciona, somos Escritores? Depende…

Proponho um exercício

Vai buscar o teu caderno de apontamentos, diário, abre um ficheiro word… o que preferires, e responde a estas perguntas: (Sê sincero nas tuas respostas)

  1. Mantenho um hábito consistente de escrita? Como?

  2. Acrescento valor ao que já foi produzido/escrito?

  3. Sou capaz de continuar a produzir com a mesma cadência com que obtemos resultados na outra profissão que nos sustenta?

  4. Consigo definir um plano de carreira?

  5. Possuo objectivos quantificáveis?

  6. Desejo aprender e faço esforços nesse sentido?

  7. Sou uma boa aposta para aqueles que negoceiam no ramo?

  8. Se abandonar o romantismo da questão, serei um Escritor que se dedica à arte? Que é capaz de produzir mesmo sob pressão? Que vive este sonho como a profissão que deve ser?

  9. Vejo finalidade naquilo que produzo?

  10. Tenho a postura certa, sem drama e negativismo, para lidar com os revés desta profissão?

  11. Desejo que este passatempo se transforme (mesmo) numa profissão?

Daqui a 30 dias volta a este questionário e relê as tuas respostas. O que mudou? Acrescenta às tuas respostas anteriores.

Mais 30 dias, e avalia de novo. Introduziste algo novo na tua rotina? Procuraste atingir resultados diferentes e/ou específicos?

Deixa passar outro mês e responde de novo ao questionário na totalidade. Reflecte na tua resposta à questão n.º 11… Sê sincero na tua resposta.

“Publishers are not interested in publishing a novel. They want to publish novelists, writers who can build readerships and make money for the company over the long term. You need to position yourself as someone who can deliver the goods.

Does this mean not writing what you love? No.

But write what you love with eyes wide open.” James Scott Bell ‘The Art of War for Writers’

::::::::::::::::::::::::::

Artigos Relacionados:

É preciso querer (mesmo)

#Escreve / #Write

‘Writing Wednesdays’ de Steven Pressfield

::::::::::::::::::::::::::

Passem 2016 com os meus devaneios literários (e afins). Subscrevam este blogue e recebam todas as novidades por e-mail.

Prosperar cópia

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *