Escritos & Afins: Baú das Curiosidades – Peculiar Vargas Llosa

“Algo anda mal na cultura de um país se os seus artistas, em lugar de se proporem mudar o mundo e revolucionar a vida, se empenham em alcançar proteção e subsídios do governo.” Mario Vargas Llosa

A isto acrescento: ou se tentam trabalhar para o Governo.

Mario Vargas Llosa
Mario Vargas Llosa

No outro dia, enquanto lia as novidades do dia no Facebook, deparei-me com este artigo que aqui transcrevo:

“Na literatura, o Nobel Vargas Llosa, bom trapaceiro literário. Recordo que quando publicou “La guerra del fin del mundo” eu o denunciei por plágio do romance do escritor Euclides da Cunha, autor de ‘Os sertões’, epopeia básica na literatura do Brasil. Estava eu com José Saramago em um debate sobre Espanha e Portugal na “La Rábida de Huelva”. Saramago confirmou, aplaudiu e me acompanhou na denúncia. Aos poucos dias, o peruano tentou desmentir aproveitando suas boas relações com o El País. Isto eu sei por mim mesmo, sem entrar na parte dos ‘ghost writers’ que dizem que ele tem e que trabalham duro. Copio a informação: “Segundo as teses da acusação, Vargas Llosa parece ter na folha de pagamento 18 escritores que, periodicamente, lhe enviam rascunhos do que poderiam ser diferentes obras que ele, quem sabe, agora não tão genial romancista, daria carta branca para depois ir dando forma, ou inclusive, fazendo correções à medida que os trabalhos fossem avançando”. Há cinco espanhóis na folha de pagamento. A Academia sueca anda atrás de retirar- lhe o prêmio Nobel pela sua evidente suposta desonestidade.”
(Pablo del Barco, 11/04/2016) na página de Facebook ‘Falando em Literatura

Na mesma página, havia mais uns artigos sobre o tema, incluindo o  clássico da literatura brasileira para download grátis: “Os sertões” de Euclides da Cunha.

Curiosa que sou, debrucei-me sobre o Google e introduzi ‘Vargas Llosa plágio’, onde descobri que muita tinta correu sobre o assunto, nestas páginas virtuais.

Mario Vargas Llosa, escritor, ensaísta, jornalista, laureado com o Nobel de Literatura em 2010 mas, o que cativou a minha atenção foi o ‘político’.

Outro nome, o nosso único laureado com um Nobel, José Saramago, também se manifestou sobre o assunto (como podem ler aqui).

livros

Como escritores somos opinativos por natureza. Muitas das ideias que formamos, e advogamos, são fruto dessa constante vontade de aprender. E, é por isso, que nunca consigo evitar o choque de ver um escritor famoso dedicar-se à política… especialmente às vertentes mais extremistas.

Suponho que ‘Político’ e ‘Em falta com a verdade’ sejam dois termos que não se estranham…

:::::::::::::::

Este é o Escritos & Afins: Baú das Curiosidades. Um espaço para as curiosidades com que me tenho cruzado nesta viagem pelo mundo da literatura. 

E há tantas curiosidades para descobrir…

:::::::::::::::

Artigos Relacionados:

Cartas de Rejeição

Os Monitores de Terry Pratchett

‘Enormous Smallness’, a vida de E.E.Cummings

::::::::::::::::::::::::::

Passem 2016 com os meus devaneios literários (e afins). Subscrevam este blogue e recebam todas as novidades por e-mail.

Prosperar cópia

Um pensamento em “Escritos & Afins: Baú das Curiosidades – Peculiar Vargas Llosa”

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *