Recursos do Escritor: Trabalho de Legado e O Projecto de Vida

trabalho_de_legadoRegularmente, dedico algum tempo a ponderar sobre o que quero deixar no mundo através deste cantinho virtual.

Penso sobre aquilo que considero ser material de valor, sobre acrescentar ao que já fiz e foi feito por outros, sobre aqueles que podem beneficiar do que escrevo aqui, e a forma como partilho esse material.

Tudo isto tem um nome. Chama-se Trabalho de Legado. Cruzei-me com este conceito em 2012 e escrevi sobre isto no artigo Recursos do Escritor: Diz ‘Sim’ a Trabalho de Legado.

Noutra ocasião, escrevi o seguinte sobre Trabalho de Legado:

“Deixar um legado é concretizar o desejo de ajudar os outros, de contribuir para a sociedade, é tatuar no futuro da história humana a nossa vocação.” no artigo ‘Recursos do Escritor: O que nos impele a continuar’

De acordo com o Google, diz que o meu trabalho de legado está aqui nos ‘Recursos do Escritor’. Tudo o resto são, mais ou menos, curiosidades.

Foi um caminho longo até chegar a esta lista de artigos. Um caminho que não termina aqui e que sei ainda ser muito longo.

No início deste blog não havia missão. Aliás, o início deste blog passou por outras duas moradas virtuais que já não se encontram em uso. No tempo em que ainda não existiam redes sociais, ou não tinha existido o boom mundial, a perspectiva de escrever para desconhecidos era assustadora… E não existia a exposição que temos agora.

Partilhar era escrever sobre os meus gostos pessoais e pouco mais. Quem era eu para ensinar alguma coisa a alguém?

Com o passar dos anos, e outras aventuras literárias (Percepção, Fantasy & Co. e Ser Poeta) a missão foi ganhando forma. Aumentei a quantidade de textos produzidos para o blog, e dei-lhes um rumo, planeando o que gostava de escrever.

E, foi quando tudo se transformou. Deixei de escrever para mim. Enterrei esse mantra e criei um novo: Escrever para os outros. Escrevia (e escrevo) agora para um público específico, com a mesma paixão que eu: pessoas que escrevem ficção.

Com o tempo adicionei outros escritos mas sempre associados à arte de escrever. Escrevo sobre as minhas leituras porque um escritor é, acima de tudo, um ávido leitor. Por princípio, nunca associei o blog a nenhuma editora. Leio o que quero e opino sobre o que desejo. Recuso o papel de crítica literária ou, mais especificamente, de publicista de novidades livrescas. Compro o que leio, com mais ou menos dificuldades, e não abdico da minha liberdade de escolha.

Juntei imagem (fotografias tiradas por mim) à maioria dos meus artigos e páginas. Desenvolvi uns cantinhos de inspiração e incentivo à arte da escrita, o #Escreve e #Too good not to share e partilhei algumas curiosidades literárias no #Baú das Curiosidades.

Escrevo artigos mais opinativos sob o mote #Palavras Soltas. Nesta série de artigos encontram temas literários e a minha visão sobre eles. Encontram alguns dos temas mais controversos, que fazem parte desta vida de escritor, e a minha forma de encará-los… ou fugir deles, depende.

E, nesta demanda de vida literária, disponibilizo também alguns serviços para o jovens escritores e não só. Lista que será revista em breve pois noto uma ausência de outros serviços que deveriam constar (como formação, escritos de diversos formatos, entre outros)… mas, já me desviei do assunto em questão.

Este é um caminho de experiências feitas, desafios literários pouco comuns, partilha de saber adquirido. De muitas palavras escritas e tantos textos falhados… e concretizados.

Na demanda do Trabalho de Legado, e na missão que desenhei para mim, há sempre outros projectos que procuro construir. Outras ideias e objectivos. Outros desafios e interesses. Mas, a base é sempre ter ideias, potenciar a criatividade, comunicar convosco e ajudar, se me permitirem, na vossa demanda literária.

Tenho, sempre, muito para fazer e pouco tempo. Tenho, sempre, vontade de me dedicar a este projecto de vida e muita confusão em simultâneo. Tenho, sempre, múltiplas ideias e objectivos para cumprir e muitos custos associados.

O que não tenho? Recursos ilimitados. E, por vezes, a clareza sobre como prosseguir.

O que deveria ter? Um blog auto-sustentado.

Acima de tudo, tenho os que visitam o blog com regularidade. Vocês que têm sonhos, projectos, sacrifícios e dedicação. Que lêem e escrevem com paixão.

Para vocês, qual é o vosso projecto de vida? O vosso legado? O trabalho que não o é?

Vamos fazer mais trabalho de Legado? Vamos deixar algo de inexpugnavelmente nosso?

::::::::::::::::::::::::::

Artigos Relacionados:

Pontuação nos Diálogos

Escrever uma Sinopse

A Quadra Social do Autor

::::::::::::::::::::::::::

Passem 2016 com os meus devaneios literários (e afins). Subscrevam este blogue e recebam todas as novidades por e-mail.

4 pensamentos em “Recursos do Escritor: Trabalho de Legado e O Projecto de Vida”

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *