Diário de Bordo: Sábado na Festa do Livro de Belém

jardim

Nunca tinha entrado nos Jardins do Palácio Nacional de Belém. Claro que, a expectativa cresceu, quando ouvi que o Presidente da República sugerir abrir os seus jardins à literatura e aos cidadãos.

Meio a brincar, meio a sério, a verdade é que a Festa do Livro concretizou-se nos Jardins da Residência Oficial do Presidente da República Portuguesa.

O Presidente Marcelo Rebelo de Sousa brincou e lá se concretizou.

auditório

O espaço aberto ao público, para esta festa do livro, é fenomenal. No seu ar clássico e cuidado, as imediações do Palácio proporcionaram algumas fotografias lindas, e umas horas bem-passadas.

O acolhimento daqueles que trabalhavam na segurança das instalações foi cordial e diligente e, a atenção às pessoas com prioridade, exemplar.

estátuas

Os jardins são lindos e cuidados e os edifícios têm aquele charme de inspiração clássica.

fonte 2

Vários lagos e fontes criam recantos que permitiram aos visitantes descansar à sombra.

auditório 2

Os auditórios improvisados receberam os espectáculos paralelos à Festa do Livro.

autores

As inúmeras sessões de autógrafos acomodadas à beira de colunas, estátuas e árvores. Escritores de várias gerações, e géneros literários, que se cruzaram ali.

jardins

Autores portugueses que, pela disponibilidade e simpatia, brilharam neste evento pouco habitual.

rio tejo

Tudo com vista para o Rio Tejo.

fonte

E os livros? Esses ficavam ali mesmo bem.

A minha filha veio com cinco no saco (claro que nós carregámos o saco) e eu comprei um para mim… e trouxe as lembranças de um dia muito bem passado.

::::::::::::::::::::::::::

Artigos Relacionados:

feira 2012

Feira-do-Livrothe august break 2016

 

 

 

 

::::::::::::::::::::::::::

Passem 2016 com os meus devaneios literários (e afins). Subscrevam este blogue e recebam todas as novidades por e-mail.

Prosperar cópia

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *