Diário de Bordo: Desafios (Mais ou Menos) Literários. O fim de #AugustBreak2016

today is
#21 Today is…

O que acontece quando dispensamos uns minutos por dia, todos os dias, a algo?

Há cerca de dois meses atrás decidi participar num desafio fotográfico. O #augustbreak2016, de Susannah Conway, propõe que durante todo o mês de Agosto captemos uma fotografia  especial.

À semelhança de um desafio anterior, o #aprillove2016, é-nos fornecida uma lista de motes que podemos usar como temas das nossas fotografias. Mas, se no #aprillove era tudo sobre o que escrevíamos em cada mote, no #augustbreak é tudo sobre fotografia.

peaceful
#25 Peaceful

 

Apesar de não ter qualquer formação em fotografia, ou intentos profissionais em seguir a actividade, sempre adorei captar aquilo que vejo.

E, como adorei o #aprillove, voltei para um pouco mais do mesmo.

little
#27 Little

 

Neste período tão conturbado em que vivo, ser feliz e sentir-me miserável em simultâneo, é o prato do dia. Por isso, escrevo, leio, pinto e fotografo. Faço tudo o que me faça sentir que sou produtiva, para além de Mãe a tempo inteiro, e o #augustbreak foi uma real pausa na rotina diária.

Mais uma vez, acompanhei fotos com algum texto. Partilhei algumas dificuldades reais através da lente fotográfica. Criei laços com outros que, tal como eu, vivem vidas cheias de tudo… facilidades e dificuldades.

Acho que o meu dia favorito foi o 23 cujo mote foi: a minha cara (my face) my face

Digamos que não houve uma alma que não lutasse com a sua aparência e que não sentisse que mostrava no rosto, não apenas o que era, mas aquilo que desejava ser.

No fim do dia, tornou-se óbvio que todos nós lutamos com a nossa aparência e que somos o pior juiz de nós próprios.

Vulnerabilidade, minha gente. Todos nós odiamos sentir-nos expostos ao olhar dos outros, ignorando que o mais severo julgamento é o nosso.

Eu lutei com a minha foto, isso é (sempre) mais que certo. Mas acabei por publicá-la com o seguinte comentário:

“23. My face. It is what it is. A messy new mom, overweight, sleep-deprived, no make-up, me. And I’ve never been so scared and so happy.” #augustbreak2016

O outro mote que causou o seu impacto foi o de dia 7: por baixo dos meus pés (beneath my feet).

beneath my feet

 

A foto é uma trampa mas o que significa não o é.

“7. Beneath my feet. There is a blood red rug. Just so you know since I opted for B&W. Something fluff so I can soften the floor impact. Something blood red as a symbol. My baby girl has 14 weeks now and I’m so happy but still struggling to be well. I still can’t see my feet when standing. That’s how big my breasts are. I still need a postpartum belt to keep me upright and a pressure stocking to help the blood clot be reabsorbed. It still hurts and aches all around. There are more stuff that I wished I had in a lot of inappropriate (visible and not) places. My love was born with 4,040 Kg. and 51cm… I’m 1.55m. I’m petit and she was very big. I’m struggling to find patience with my so very slow healing process, grateful to survive a silent killer and trying to keep focused in what matters the most. There is all of that in my path, beneath my never stopping walking feet.” #augustbreak2016

 

Mas… e, como este desafio era fotográfico, aqui deixo mais algumas das minhas fotos favoritas.

Leaf
#2 Leaf

 

Sem filtros, na sua maioria, adorei fotografar cores e perspectivas de objectos e pessoas.

sweetness
#4 Sweetness

 

E, tal como na maioria das fotos captadas com intenção, cada uma delas tem a sua história… parte da minha história.

love is
#14 Love is…

 

Adeus #augustbreak2016 e obrigada pela companhia. Foste um desafio revelador (assim como o #aprillove2016 havia sido)

O que acontece quando dispensamos uns minutos por dia, todos os dias, a algo?

Aperfeiçoas-te. Transformas-te em alguém melhor.

Agora, vou agarrar-me a outros projectos e decidir como pretendo estabelecer novos desafios pessoais e artísticos. Porque isto de se ter um objectivo diário e uma responsabilidade para com os outros faz milagres sobre as minhas tendências procrastinadoras.

E tu? Costumas participar neste tipo de desafios?

::::::::::::::::::::::::::

Artigos Relacionados:

the august break 2016

April Love by Susannah Conwayflorescer

 

 

 

 

::::::::::::::::::::::::::

Passem 2016 com os meus devaneios literários (e afins). Subscrevam este blogue e recebam todas as novidades por e-mail.

Prosperar cópia

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *