Opinião: ‘The Power of Now’ de Eckhart Tolle

O poder do agora

Se há um livro que vale a pena ler, ter, ouvir, é este.

Não, a sua fama não é injustificada. E, apesar de não ter sido essa a motivação para a minha atenção, há vários anos que é um livro que pensei acrescentar à minha colecção.

Ouvi-o a primeira vez… de muitas e, para terem a ideia do impacto em mim…

Há muito tempo, o meu pai disse-me uma coisa (de várias) que nunca esqueci. Afirmou que, algo que eu estava a observar naquele momento, algo real e ali, já não existia. Para mim, criança com uns dez anos de idade, foi a confusão total.

Naquela época passávamos a maioria do tempo livre no campo e eu sempre fui adepta fervorosa de andar de noite. Assim, e enquanto contemplávamos o céu nocturno, ele apontou para uma estrela e, no meio de muitas outras informações, e deu-me uma novidade que nunca esqueci.

Para que eu conseguisse entender a distância a que aqueles focos de luz estavam de nós, apontou uma como exemplo, e presenteou-me com uma das primeiras noções de distância espácio-temporal (ou Teoria da Relatividade).

A estrela ali, visível a olho nu, podia já não existir.

No momento em que a víamos poderia já lá não estar. Ter desaparecido, implodido, sido absorvida por um buraco negro, ou qualquer outra coisa, para a qual não tivéssemos explicação no nosso nível de entendimento do Universo.

Nós continuávamos a vê-la porque a luz demorava tanto tempo a chegar à Terra que, caso a estrela desaparecesse, ela só se extinguiria para nós, dali a muitos anos. Porque os 20 000 anos-luz a que se encontrava eram a medida entre o sítio onde estávamos e o tempo que a  luz demorava a cá chegar.

Aquela espécie de viagem no tempo/espaço, ficou comigo. Não há noite em que contemple o céu que não me recorde disto, e não sinta o mesmo deslumbre que senti naquele momento, quando me soube tão minúscula na arte da Criação Universal.

Esse foi o tipo de impacto que o livro ‘O Poder do Agora’ de Eckhart Tolle, tem o poder do agoratido naquilo que penso sobre o Passado, Presente, Futuro e Estados Emocionais vários. Foi uma surpresa, à laia de chapada, que algo que a princípio se adivinhava tão esotérico pudesse ser tão prático e real.

Há uma calma satisfação em escutar este audio-livro. Penso que nem a versão escrita teria este impacto (apesar de continuar a desejar adquirir o livro em formato papel… coisa que ainda não fiz, por causa daquela cena de minimalismo e falta de espaço, ou entulho a mais, no geral).

Esta gravação é uma comprida sessão de mindfullness. Uma lição no Agora, o Momento Presente, o único que existe na realidade. Lido por Tolle, o som da sua voz coloca-o dentro da nossa cabeça, o que é um bom impulso para desligar das preocupações e dar atenção total aos conceitos que fundamentam estas teorias.

 É um livro que foca temas actuais e como os podemos resolver. Como sair da espiral de dor que frequentemente nos encontramos, quando resistimos ao que É, em favor do que Foi, ou do que Poderia Ser.

‘O Poder do Agora’ aborda ideias como:

A mente é resistente nas suas convicções. Ela não permite que se faça silêncio. Enche-nos de barulho e obriga-nos a viver, reviver e ansiar, sobre uma realidade que… não é real.

Stress é uma vontade diferente da realidade que se tem no momento.

A origem do medo, o stress, fobias e ansiedades, tudo se resume ao ego, à negação do ego e, em última análise, ao medo da morte.

Faz sentido? Para mim, faz.

Evitamos e resistimos à vida, evitando e resistindo ao Agora. Acreditamos que somos o nosso passado, as experiências que vivemos e que nos moldam, e que sem esse passado nada somos. O que não é bem verdade.

Constantemente, ansiamos por um futuro melhor, porque nunca, nada, está bem tal como está. Vivemos em constante ansiedade e perseguição. O que sendo verdade é um sentimento opcional.

Lamentamos o que foi e rejeitamos o que é, em busca de algo maior, e melhor. Algo que não existe e que, se o inesperado acontecer, nunca existirá.

Esquecemo-nos de viver o presente. Recusamos concentrar-nos no que estamos a fazer. Recusamos ignorar a retórica constante e opressiva da mente consciente. Permanecemos concentrados num qualquer suposto produto final. E, esta, é a chave para viver o Agora:

Distanciarmo-nos do barulho constante dentro da nossa mente.

Para viver com calma e satisfação. Para calar a inflamação ansiosa de glândulas e sinapses mentais, que nunca desistem do tormento. É preciso Meditar.

Meditar através de formas simples de pensar, trazendo a atenção para o momento presente, para o que estamos a fazer e a sentir. Para aceitarmos o que é, naquele momento, conscientes que o Presente é a única realidade que faz sentido.

O que queremos Agora? No momento presente. O único que existe.

Não há passado, há histórias construídas pelo nosso ego. Não há futuro, há imaginação e ansiedade sobre algo que nunca existiu nem irá existir.

Estar Presente é Viver. É viver agora. Só se vive agora. Click To Tweet

Todos os problemas são ilusões da mente. Agora, no momento, não há nenhum problema. Ou lidamos com a situação ou aceitamo-la. Porque necessitamos transformá-la num problema?

Inconscientemente, a mente adora problemas porque nos dão uma espécie de identidade. Um problema significa que a mente está a debruçar-se sobre uma situação sem ter qualquer intenção de a resolver.

E, estas são algumas das ideias, em traços gerais, do que encontramos n’O Poder do Agora’. Convenci-vos a ouvir/ler?

Acredito que para cada leitura há um momento. Aquele em que estamos mesmo preparados para aproveitar a sua mensagem na totalidade.

Espero que este seja o teu momento para ‘O Poder do Agora‘ e que retires tudo o que ele tem de bom.

Hiperligações incluídas no texto… Oiçam e digam-me de vossa justiça.

Subscrevam este blogue e recebam todas as novidades por e-mail.

Donate! Help support this site!

 

2 comentários em “Opinião: ‘The Power of Now’ de Eckhart Tolle”

  1. Eckhart Tolle juntamente com Mooji são os dois mestres contemporâneos cujos ensinamentos e a forma sublime como os transmitem, mais impacto têm tido em mim.
    As mensagens profundas contidas no livro “The Power of Now” quando vivenciadas, guiam-nos diretamente ao nosso Ser e ligam-nos à liberdade e à paz que habitam dentro de nós, transformam-se numa verdadeira ponte para o Absoluto.

    1. Olá, Rogério. Mooji não conheço mas vou procurar asim que puder. Tolle tem umas ideias muito interessantes e também fiquei fã. Obrigada pela dica 😉

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *