Como criar um Plano Operacional Criativo

Plano Operacional Criativo

Há coisas que ninguém nos ensina. Aprendemos por nós mesmos ou nunca chegamos a vislumbrar o que são, e o que nos falta, para atingir aquilo que (achamos que) queremos. Não é o caso ao criar um Plano Operacional Criativo. Podemos aprender a fazê-lo e colocá-lo em prática. 

Criei um exemplo que podem fazer o download grátis aqui… Mas, vamos por partes…

read more

Publicidade Fast-food ou Gourmet?

fast food ou gourmet

A vida nas cidades transformou-se numa espécie de restaurante fast-food. Em tudo e para todos. A publicidade sofre do mesmo. Consumo rápido e digestão difícil.

Corremos para todo o lado. Apressamo-nos durante a semana, para chegar ao sítio onde nos pagam, onde executarmos aquilo para que nos contrataram. Trotamos ao fim-de-semana, para pararmos onde desejamos (desejávamos) descontrair, read more

Escrever pseudo-cenas, assumir cagadas e o poder dos egos alheios

Escrever pseudo-cenas, assumir cagadas e o poder dos egos alheios

Vale a pena continuar a Escrever? Não. Sim. Talvez.

E, assim, se faz um livro com esse mesmo título “Vale a pena?” Erudito, não é?

Opinião, opinião sobre este livro podem ler aqui… Este artigo é mais um acrescento à discussão. São meia dúzia de ideias que me assolam quando penso sobre estes temas literário-livrescos.

Num mercado que sempre se teve, e se prezava, como read more

Opinião: “Vale a pena? – Conversas com escritores” de Inês Fonseca Santos

Vale a pena

Começo a escrever esta opinião antes de terminar a leitura deste livro. Tenho receio de me esquecer de alguma coisa. E, acho que, muito ficará por dizer.

Continuo a escrevê-la já o terminei há bastante tempo mas, primeiro, surgiu um texto mais… apaixonado sobre esta leitura (que podem ler aqui…).

Nestas conversas francas, muito parcialmente registadas nestas páginas, read more

Mais umas pedras no caminho

mais umas pedras no caminho

Acho que todos nós, de tempos a tempos, nos sentimos desiludidos com a vida que escolhemos. O tempo que empregámos, numa determinada arte, persegue-nos como se aquelas horas fossem feitas de ressentimentos que não podemos evitar.

Por vezes, estes bloqueios arrastam-se durante dias, meses ou anos.

E, se não chegamos mesmo a abandonar a nossa arte por completo, relegamo-la para um local de read more

#Too good not to share: ‘fate’

fate
“Apetecia-me chorar e gritar ao mundo que isto era injusto, mas eu sabia que não tinha esse direito. A vida era injusta para muitas pessoas. Eu não era especial e este era o destino que me havia calhado.”

Inspiring thoughts, images and prompts / Pensamentos, imagens e motes inspiradores

#toogoodnottoshare

::::::::::::::::::::::::::

Subscrevam este blogue e recebam todas as novidades por e-mail.

#Too good not to share: ‘The Silence of the Sirens’

The Silence of the Sirens
“Agora, as Sereias possuem uma arma mais fatal do que o seu canto. Possuem o seu silêncio. E, apesar de ninguém admitir que tal coisa tivesse acontecido, é concebível acreditar que alguém tenha escapado do seu canto mas, certamente, nunca do seu silêncio.”

Inspiring thoughts, images and prompts / Pensamentos, imagens e motes inspiradores

#toogoodnottoshare

::::::::::::::::::::::::::

Subscrevam este blogue e recebam todas as novidades por e-mail.