Sometimes we put up walls…

O decadente consolo de um abraço, naqueles dias em que nada parece suplantar a dor. Um encosto para a Alma, nas horas em que a única vontade é abandoná-la e voar. A certeza omnipresente de que estarás lá se for preciso, mesmo que não estejas presente. As diferenças relegadas para o “não importa”, desde que compreendas.

Para aqueles que nos acompanham read more

A Velocidade da Vida

Corres desenfreado em direcção a algo que não desejas e não compreendes. Corres para um desfecho que talvez fosse evitável, mas que se tornou incontornável. Esse fim, não to desejo! Nunca to desejei. Mas as reviravoltas da vida colocam-nos em posições estranhas, e usam-nos para os seus propósitos, tal como tu me usas para os teus fins.

Devo assumir que não read more

Hoje celebra-se o dia dos devaneios… os meus.

Hoje é o dia dos devaneios, das palavras soltas, dos textos emotivos, imaginativos, agressivos, delicados ou simplesmente enfadados. Hoje é o dia em que se aplica na perfeição aquelas citações, excertos banais, pequenas e irritantes frases, mais ou menos verdadeiras, e apropriadas, ou não.

Hoje, Oscar Wilde decidiu read more

Tempestade de Ideias

Estou seriamente atrasada! Nesta minha demanda por postar todos os dias, e ver se isto é realmente como dizem (quanto mais actividade mais leitores), de vez em quando deparo-me com a triste realidade de que não há como descobrir inspiração depois de cumprir as horas de trabalho diário.

Sim, já conheço a máxima “keep your day job”.

Contudo esta nova actividade tem-se mostrado muito read more