Estímulo à Criatividade – Um Exercício

Estímulo à Criatividade

O que significa, para ti, ser Criativo?

Há uns meses tive oportunidade de me inscrever num mini-curso sobre neuroplasticidade. O mote desta formação era: como formar novas ligações no nosso cérebro. Isto deixou-me interessada pois a relação entre hábitos e a criatividade é determinante para alguém que se interessa pela Criatividade.

Cada vez mais, ouvimos falar em coisas como: formação de novos hábitos; estimular pensamentos benéficos; abandonar vícios e maus hábitos; abandonar memórias dolorosas; exercer uma mudança eficaz sobre os nossos comportamentos; e, tantas outras ideias associadas à mudança benéfica que devemos trazer para a nossa vida.

Todos nós, em diferentes alturas das nossas vidas, temos de fazer escolhas relacionadas com estes temas. Com os hábitos que temos e queremos largar. Com mudanças positivas que queremos implementar. Com as alterações que sentimos que devemos empreender.

A neuroplasticidade é a explicação científica de como se formam esses comportamentos e como podemos abordar a questão, de forma prática, e que produza real mudança de comportamentos. Mas, sobre isto, podem visitar a Brain Academy e explorar um pouco.

Neste ponto, o meu interesse prende-se, como sempre, com a possibilidade de compreender o que nos faz ser Criativos.

E, conhecer o Universo da Criatividade, nas suas diferentes vertentes (físicas, espirituais, relacionais…), é a resposta às perguntas essenciais… às perguntas que são, para mim, essenciais.

Convido-vos, assim, a fazer um pequeno exercício criativo.

Podem descarregá-lo carregando aqui…

 

Porque devem fazê-lo?

Porque:

Todo o PROCESSO CRIATIVO tem inputs e outputs (entradas e saídas). Quando nos preocupamos demasiado com o produto, com o que colocamos na página, com o resultado final, impedimos o fluxo de circular na sua normalidade. É preciso abastecer a nossa criatividade. É preciso dar-lhe alimento e material para que este se transforme em algo novo e útil.” – Sara Farinha

Este exercício surge como um produto final, articulando conhecimentos de várias fontes. Proponho que o façam e, se puderem, deixem nos comentários o que resultou e o que não resultou de todo.

Encontram o exercício carregando aqui…

Quero ajudar-vos no vosso percurso criativo mas, para o poder fazer, os vossos comentários são muito importantes.

Não se esqueçam de deixar um comentário ou enviar e-mail com as vossas dúvidas.

Até breve e desfrutem…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.