Leituras de Halloween e o meu primeiro Readathon

readathon

Halloween… já estou a dever uns dias a este texto, eu sei… mas, não podia deixar passar o tema em branco.

Porquê?

Primeiro,

porque passei uma série de tempo a preparar coisas alusivas ao tema, e não quero deixar de as mencionar…

(…) como este vídeo aqui…

(se ainda não subscreveram o canal, vão até ao YouTube cliquem em Subscrever… esta gerência agradece!)

(…) e umas abóboras engraçadas, numa actividade em conjunto com a minha filha…

abóboras de Halloween

 

(…) e uns pequenos filmes de Instagram, que só podiam ser vistos aqui… por um curto espaço de tempo, sob o tema ‘Must have’s to a spooky reading‘ ou ‘os essenciais para uma leitura assustadora’…

instagram stories

(…) Sem esquecer as poesias assustadoras que partilhei no Ser Poeta… um tema profícuo em material de leitura poética.

Segundo,

porque fiz o meu primeiro Readathon.

E, como gosto de testar as coisas, antes de me comprometer para lá das minhas capacidades, fiz o meu primeiro Readathon a solo.

(É. Odeio atirar-me de cabeça se não tiver alguma certeza comigo… uma espécie de ampara-quedas emocional para o desastre…)

Não sabia lá muito bem por onde começar, e tenho uns quantos livros de horror, terror, sustos e medinhos… nas prateleiras que ainda não tinha arranjado coragem para ler, reler ou que acabara de comprar.

Outro dos motivos para fazer o meu próprio Readathon temático consiste na minha incerteza se seria capaz de aguentar. Eu escrevo algum terror. Eu evito ler/ver terror óbvio. Tenho uma mente demasiado fértil, e de longa duração, para o meu próprio bem…

… Ocorrem-me dezenas de pequenas ocorrências, inspiradas em terrores vividos através de filmes, livros e experiências que nunca me abandonam, por mais anos que passem.

Por isso, trato o horror com muito respeito porque desconheço quanto tempo ficará comigo.

Assim, o meu Readathon compôs-se na duração de três dias. E, em três dias só consegui ler 2 livros. Foram eles:

Frankenstein

‘Frankenstein’ que adorei e que me fez limpar a imagem do filme de forquilhas, e fogo, e o monstro (chamado Frankenstein!?!) a correr para o edifício de pedra que iria arder. Digo-vos já que o livro é melhor do que o filme… especialmente, daquele que me recordo.

spooky books

E, Tales of Unease por Arthur Conan Doyle, um conjunto de histórias curtas que me deixaram bem impressionada com a versatilidade deste autor.

Apreciadora das aventuras protagonizadas por Sherlock Holmes em diversos formatos, televisão, audiobooks e livros, garantiram a minha preferência por estes contos assustadores, aquando da escolha das leituras para o Readathon. Não me desiludi.

Foi um Halloween dedicado ao tema. Sem pretensões de máscaras ou disfarces, corajosamente entretida com livros que me surpreenderam pela positiva, enroladinha numa manta fofinha, estacionada no sofá e, cada vez mais crente que, ler ao quilo (read-a-ton) é o meu normal…

Apesar de saber que me esforçei, um pouco mais, para encaixar o máximo de leitura no tempo que tinha disponível e, em simultâneo, libertar tempo para dedicar à leitura.

Objectivos cumpridos, neste Halloween assustador.

E, por aí? O que leram no fim-de-semana de Halloween?

Obrigada e Até Breve!

Sigam o Vlook, o canal YouTube deste blog, só sobre livros…

Não se esqueçam de subscrever o blog por e-mail e recebem, todos os Sábados, um vislumbre exclusivo sobre os bastidores.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.