Recursos do Escritor: Sobre Manter um Blogue de Qualidade

Quando comecei a levar a sério a tarefa de escrever neste blogue, há cerca de três anos, contemplei a falta de conhecimentos que tinha nesta área.

Queria partilhar algumas das coisas de que gostava, fossem livros, música, filmes ou poemas, mas desejava entender como funcionava a atracção que determinados blogues exerciam sobre os leitores.

Comecei por pesquisar termos relacionados com esta nova cultura online e descobri que, existem pessoas que levam esta ocupação muito a sério. Elas são líderes que guiam os seus leitores em direcção ao profissionalismo e a conteúdos de qualidade. De repente fazia sentido porque alguns blogues reuniam tantas pessoas. Elas sentiam-se recompensadas pela atenção dispensada.

O próximo passo que decidi dar foi registar-me nas newsletters e nos RSS Feeds desses blogues/sites, assegurando que esses conteúdos de qualidade eram entregues no meu e-mail com regularidade. Eleger e manter algumas boas fontes de informação é um passo crucial quando há tanto por onde escolher.

Nestes últimos anos tenho absorvido muito daquilo que é feito na Internet a nível internacional, e tenho usado esse conhecimento para me guiar na Blogosfera Portuguesa. Os meus objectivos para este blogue prendiam-se com a vontade de inspirar os outros, de divulgar o que aprendi e de publicar conteúdos importantes. Tenho-me esforçado para que esses objectivos sejam cumpridos.

O meu primeiro projecto organizado foi o cantinho ‘Recursos do Escritor’. Aí encontram textos e artigos sobre a arte de escrever, e as hiperligações para alguns desses blogues que me têm inspirado. Esta página não pretende ser uma lista extensiva mas um agregador de ideias e um catalisador de inspiração. São artigos que me despertaram para alguns temas e que incentivam as melhores práticas.

Mais uma vez, quero partilhar convosco o que aprendi e, neste tema, a regra de ouro é: Escrever conteúdos de qualidade.

Foi assim que me tornei fã de muitos desses blogues espalhados por esse mundo fora. Eles entregavam conteúdos que me interessavam, de forma consistente e regular. Se eu quiser todos os dias aprendo algo novo num desses artigos e, tem sido isso, que me impede de eliminar as subscrições que efectuei. Esses contactos são inspiração pura e conhecimento partilhado sem contrapartidas nefastas.

Conteúdo de qualidade é aquilo a que damos valor. Por exemplo, um blogue de culinária com receitas rápidas, simples ou económicas, é um sítio de qualidade para os leitores que cozinham ou que querem aprender a cozinhar.

Faz sentido, não?!

E como estão os vossos espaços virtuais? É difícil produzir conteúdos? O que é, para ti, conteúdo de qualidade?

PS: Para receberem conteúdos deste blogue, subscrevam usando o campo ‘Subscreva este Blogue’. Espero que o façam e que comentem os artigos publicados.

ΦΦΦΦΦ

Deixem aqui os vossos comentários ou enviem e-mail para: sara.g.farinha@gmail.com

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *