Sobre Ser Escritor, Certezas e Paixões Momentâneas

Certezas e Paixões

Quando falamos em alinhar as nossas paixões com as dos nossos leitores de que falamos nós? Quando falamos em fazer o trabalho pelo qual somos realmente apaixonados, falamos de quê? Quando falamos em descobrir o que dá sentido à nossa vida, a que nos referimos? Quando falamos nas nossas crenças, e em como somos de facto, o que sabemos nós?

Perguntas com respostas tão metafísicas que de pouco servem como respostas. Mas continuamos todos à procura da explicação inteligível. Eu sei que eu continuo… read more

Escreve uma má página

escreve uma má página

Ler sobre Escrever, há algo melhor? Só se for escrever sobre Escrever.

Gosto de uma e de outra. read more

A importância de uma Poderosa Experiência Emocional

a importância de uma poderosa experiência emocional

Poderosa Experiência Emocional. O que Escreves é uma Experiência Emocional Poderosa?

Vamos por partes… read more

Como a Mudança influencia o acto de criar

Mudança e o acto de criar

Seria de esperar que, pela quantidade (e qualidade) de vezes que fui forçada a mudar alguma coisa na minha vida, já estaria habituada. [gargalhada gigante aqui]

Pouco há de mais assustador do que a mudança. O desconhecido. O incontrolável. O Monstro Negro que paira sobre nós e sobre tudo o que pensamos e fazemos. read more

Um exercício de escrita. Escreve música.

escreve música

“Este livro vai ajudar-te a escrever pedidos de resgate melhores.”

Ocorre-me aquela conversa sobre a importância da primeira frase (ver aqui…), aquele murro no estômago, a gargalhada inesperada, os calores no rosto… Foi assim, com esta frase: “Este livro vai ajudar-te a escrever pedidos de resgate melhores”, que Gary Provost se apresenta na primeira frase de “Cem Maneiras de Melhorar a Escrita”. read more

Pessoas como nós… Escrevem

Pessoas como nós escrevem

Escrever não é uma Arte que faça sentido. É, contudo, a melhor que temos.

Escrevemos para nos lembrarmos de pormenores. Escrevemos para aprendermos factos. Escrevemos porque nos ajuda a raciocinar. Escrevemos para imaginarmos coisas.

Todos nós escrevemos. Mas, há pessoas como nós, que estão conscientes que escrevem para viver.

Nem todos nós escrevemos porque gostamos. Nem todos escrevemos porque queremos. Nem todos escrevemos porque sabemos escrever e parece ser o próximo passo lógico. read more