NaNoWriMo. Atravesso essa ponte quando lá chegar…

atravessar a ponte

Ando há meses a pensar no NaNoWriMo de 2020. Esta coisinha aqui… sobre a qual escrevi em 2010.

“Atravesso essa ponte quando lá chegar” tem sido uma frase que muito repito. Sobre o NaNoWriMo. Sobre o manuscrito em questão. Sobre a Vida em geral… read more

Palavras Soltas: Convida a Magia a entrar e… ficar

Magia. Cada vez que penso em Magia, ocorre-me a crença que alimentei durante anos. Aquela que me dizia que a Magia não existia. Os anos em que recusei ver qualquer Magia para lá daquilo que consigo ver, e tocar, e comprovar por A+B.

Neste momento, tenho a certeza que, muitos de vós estão a revirar os olhos e a mexer-se em direcção à cruzinha vermelha ali ao canto… Pensem em Magia como: read more

Nesta cadeira somos três: Escritora, Medo e Coragem

somos três

Aqui, nesta cadeira em que me sento, somos sempre três a escrever: Eu, o Medo e a Coragem.

Acho que podemos chamar-lhe Resistência, como baptizado por Steven Pressfield. Ou, Perfeccionismo como cunhado por outros… read more

Como a Mudança influencia o acto de criar

Mudança e o acto de criar

Seria de esperar que, pela quantidade (e qualidade) de vezes que fui forçada a mudar alguma coisa na minha vida, já estaria habituada. [gargalhada gigante aqui]

Pouco há de mais assustador do que a mudança. O desconhecido. O incontrolável. O Monstro Negro que paira sobre nós e sobre tudo o que pensamos e fazemos. read more

Os temas de que somos feitos

Temas. Todos os nossos escritos os têm.

Temas que reflectem, por hábito ou opção, aquelas coisas que fazem parte da nossa vida como pessoas. Sim, todos os escritores e criativos aprendem a reunir, e inspirar-se, naquelas coisas que existem, ou existiram, nas suas vidas. read more

Pessoas como nós… Escrevem

Pessoas como nós escrevem

Escrever não é uma Arte que faça sentido. É, contudo, a melhor que temos.

Escrevemos para nos lembrarmos de pormenores. Escrevemos para aprendermos factos. Escrevemos porque nos ajuda a raciocinar. Escrevemos para imaginarmos coisas.

Todos nós escrevemos. Mas, há pessoas como nós, que estão conscientes que escrevem para viver.

Nem todos nós escrevemos porque gostamos. Nem todos escrevemos porque queremos. Nem todos escrevemos porque sabemos escrever e parece ser o próximo passo lógico. read more