Um lembrete para todos os Criativos por aí

um lembrete para criativos

Adorava manter uma prática criativa diária. Adorava escrever durante uma hora, todos os dias. Adorava fazer uma pintura, algo em mixed-media, uma ilustração a cada dia que passa.

Adorava encaixar um vídeo, um podcast, um documentário, todos os dias, num qualquer buraco do dia. Adorava visitar um museu, um jardim, uma loja de especialidade de qualquer coisa (visitei um horto pela primeira vez, na semana passada, e deliciei-me) uma vez por semana. read more

Sobre Criar, Felicidade e Viver o Agora

Sobre Criar, Felicidade e Viver o Agora

Todos nos debatemos com a vontade de criar alguma coisa e com aquilo que acreditamos ser a utilidade dessa obra. Decerto, já vos aconteceu. Todos nos sentimos infelizes quando vemos as coisas desta forma: Esforço vs Utilidade

Parece que passamos os dias à procura de justificações para sermos mais do que aquilo que a sociedade nos impõe que sejamos. Motivos para nos dedicarmos a uma actividade que não é o trabalho físico-mental-o-repetitivo diário. (Não percam o exercício no final deste artigo) read more

Ser Escritor em 9 Passos

Ser Escritor em 9 Passos

Por vezes, esqueço-me do que senti ao começar. Por vezes, sinto que continuo a esuecer-me de fazer coisas básicas. Tão básicas como sentar o tutu na cadeira e escrever.

Escrever sem planos, sem regras, sem algemas. Sentar-me e Criar. E, o resto, que se ajeite. read more

Rituais para Criar, Simplificar e Concentrarmo-nos na nossa Arte

Rituais Criar, Simplificar e Arte

É difícil começar. Todos os dias, é difícil começar. Mesmo quando há um projecto em andamento. Mesmo quando há vontade.

Uns chamam-lhe Resistência (Resistance). Outros, bloqueio de escritor. Alguns, energias acumuladas ou stress. Eu, no meu charmoso calão, chamo-lhe uma real trampa ou uma rica m****. read more

As Torres da Vida

Tudo o que criamos pertence aos outros. Ninguém cria nada cujo objectivo não resida na atenção das outras pessoas. Podemos criar porque nos dá prazer, porque gostamos do que fazemos, mas o produto da nossa criação só atinge a plenitude quando é exposto aos outros.

O propósito de toda a arte, seja ela escrita, música, pintura, escultura, cinema ou teatro, é agradar ao público. A responsabilidade das mensagens que passamos, deve ser encarada com grande seriedade, pois todos sabemos o poder e a influência que uma obra pode ter no desenvolvimento dos indivíduos e da humanidade. read more