Uma Revisão Semestral

Uma revisão semestral

Junho veio e Junho foi. (Recorda-me o início de uma música que começa assim “madness comes and madness goes…”)

Julho chegou cheio de sol e possibilidades de libertação precária de um vírus que nos mantém a (quase) todos sob o seu jugo. E… read more

Leituras de Maio… ou Leituras de Jane Austen

Jane Austen leituras

O que posso dizer?

Apenas que a obra de Jane Austen tomou o espaço das restantes leituras. read more

Uma história e uma nova aventura… Vlook

Guns n' Roses
ANAHEIM, CA – OCTOBER 31: Axl Rose and Slash of the rock band Guns n’ Roses performs at Radio City on October 31, 1985 in Anaheim, California. (Photo by Marc S Canter/Michael Ochs Archives/Getty Images)

Vou contar-vos uma história. Uma parte da minha história.

Quando era miúda adorava cantar. A minha escrita começou com a leitura de ‘The Mad Fiddler’ de Fernando Pessoa e umas más letras para músicas dos Gun’s n’ Roses. read more

Palavras Soltas: O que serei amanhã?

Palavras Soltas o que serei amanhã

Há muito tempo que não me sentia impelida a escrever umas Palavras Soltas. Talvez porque as tenha levado a todas para a miriade de journals, com que encho as prateleiras (e esvazio as canetas da sua tinta). Talvez porque o panorama pessoal, social e político mudou de formas que não antecipei.

Este artigo começou como uma outra coisa qualquer. Um pouco frívola, parece-me, em comparação com que prossegui a escrever aqui. Não posso, ou quero, dizer-vos o que devem fazer. A cada um de nós cabe a responsabilidade de decidir sobre o que faz. Mas, persigo a dizer como vejo o imbroglio em que nos metemos, e como isso funciona (ou não funciona) para mim. read more

Feliz Ano Novo!

feliz ano novo 2021

Passamos a vida a fazer perguntas. Perguntas para as quais desconhecemos as respostas. Algumas destas respostas, suponho que, nunca irei ter o discernimento para conhecer. Noutras, jogo com o B+C e arranjo uma explicação, mais ou menos conveniente, daquilo que poderia tentar explicar o que ocorre.

Tal como a grande maioria das pessoas, por esse mundo fora, temos sido assolados por perguntas sem resposta. Perguntas como: O que é? Porque aconteceu? É seguro? Como resolvo consequências? O que faço? O que não faço? O que preciso? O que quero? O que não desejo? read more

Gerir o Tempo e Escrever

gerir o tempo e escrever

Agora que saí da NaNo Land, sem ter saído da Terra de ‘Fogo e Gelo’, volto ao meu esquema normal de gestão de tempo. E, o que significa isto?

Aqui, na Sara’s Land, as primeiras horas matinais são dedicadas a rituais que incluem escrever as Morning Pages, um Daily Planner e Bullet Journal, entre outros rituais mais sucintos, como uma prática de gratidão, que estão integrados nos ritmos de cada dia. read more