Regressar às rotinas criativas em Setembro

regresso em setembro

O que é preciso para voltar às rotinas criativas? Apenas…

Quatro ideias.

No ano passado, escrevi isto aqui: Bem-vindos de volta!, com as boas-vindas a este espaço virtual, após uma espécie de férias alargadas. Em 2022, o plano para Agosto foi bastante semelhante ao descrito neste artigo mencionado. Assim se mantém, também, quanto ao plano para Setembro. read more

Leituras neste Verão

leituras de verão

Acreditei que, em 2022, o mês de Julho iria ser mês para escrever. Claro que falhei o alvo por quilómetros de distância!

Ao invés disso, Julho e Agosto foram meses de Leitura.

Mais uma vez, relembro que um bom livro salva-nos de quase tudo. Ou, pelo menos, alivia-nos do peso de algumas coisas. read more

[pausa de domingo] regresso da grande pausa

regresso da pausa

Primeiro Domingo de Setembro e… estamos de volta!

Esta é a primeira pausa após a grande pausa… ou de uma delas, pelo menos… ou da pausa de Verão, aqui neste hemisfério em que nos situamos… e, sei que, nem todos tivemos pausa nesta altura… ou quantos de vós não têm pausa… enfim, quero acreditar que compreendem o que estou a dizer… read more

Verão é tempo de abrandar… com desafios criativos

desafios de verão

Aquela cena toda de encher o poço criativo, reabastecer energias, viver bons momentos, equilíbrio proporcionado pelo gostamos de fazer… férias servem para tudo isso.

As férias servem para mudar rotinas, fazer coisas novas, desfrutar de momentos bons e… reabastecer a criatividade. read more

Resultados do meu primeiro Camp NaNo

Camp NaNo

Terminei Junho ciente de que Julho ia ser difícil. Afinal, tinha uma cirurgia agendada para o final do mês, o meu primeiro NaNo Camp, e pouco conhecimento real do que isso significava.

Conselho, não requisitado, para os escritores em circunstâncias semelhantes: é preferível planear uma pausa, libertar o horário, e dedicarem-se à recuperação completa. Pelo menos, assim, se conseguirem fazer alguma coisa garantem o sentimento de perfeccionismo (overachiver) ao invés de falhanço completo. read more

“O Som e a Fúria” de Faulkner no meu início do Clube de Leitura

o som e a fúria

Acredito que os Clássicos o são por alguns motivos. Quer gostemos de os ler, ou não, há neles algo que nos mostra com exactidão porque merecem um lugar na história literária.

Tenho procurado ler mais clássicos e, em especial, aqueles que me suscitam curiosidade. read more