Ver o Mundo com outros olhos…

  Fotos, fotos e mais fotos. Adoro, vejo e aconselho… Especialmente se os fotógrafos conseguirem imprimir o seu amor pela arte nas suas fotografias.

  Espreitem estes dois sites. Um fotografia subaquática, o outro fotografia paisagística, ambos de António Raio. read more

Todos somos bizarros

As minhas pesquisas sem fim, levaram-me hoje por caminhos nunca dantes navegados. Ou melhor, por sites nunca dantes pesquisados… Agora sem exageros, o meu tema do momento é: a construção de um Blog de sucesso (como já devem ter reparado!)

Não perco muito tempo em sites de pouco conteúdo, ou com informações repetidas, dúbias ou vazias. E procuro abreviar as minhas estadias em todos os outros que têm mais conteúdo. Tempo é dinheiro, já dizia Benjamin Franklin, e no meu caso tempo é também sinónimo de escassa paciência. read more

Elizabeth I

 Elizabeth, filme britânico lançado em 1998, dirigido por Shekhar Kapur, que retrata a ascensão ao trono da última Rainha da dinastia Tudor. Arrecadou um Óscar, um Globo de Ouro e vários outros prémios (BAFTA, Festival de Veneza e Bodil).

  read more

Almeida Garrett – Este Inferno de Amar

Escultor Barata Feyo
 João Baptista da Silva Leitão de Almeida e mais tarde visconde de Almeida Garrett, (Porto, 4 de Fevereiro de 1799 — Lisboa, 9 de Dezembro de 1854) foi um escritor e dramaturgo romântico, orador, Par do Reino, ministro e secretário de Estado honorário português.

Grande impulsionador do teatro em Portugal, uma das maiores figuras do romantismo português, foi ele quem propôs a edificação do Teatro Nacional de D. Maria II e a criação do Conservatório de Arte Dramática.

In http://pt.wikipedia.org/wiki/Almeida_Garrett Este inferno de amar – como eu amo! Quem mo pôs aqui n’alma… quem foi? Esta chama que alenta e consome, Que é a vida – e que a vida destrói – Como é que se veio a atear, Quando – ai quando se há-de ela apagar?

Eu não sei, não me lembro: o passado,
A outra vida que dantes vivi
Era um sonho talvez… – foi um sonho –
Em que paz tão serena a dormi!
Oh! que doce era aquele sonhar…
Quem me veio, ai de mim! despertar? read more

Doro Pesch – I’ll be holding on

I have lived my life my way
For tonight and for today
Just the strongest hearts, they say
Always survive

And I’m fallin’ through the years
All these dreams disappear
And the night is full of tears
I’ll be holding on read more