Não quero partilhar!

Nós não queremos partilhar!

Queremos que olhem e apreciem,

Visitem, comentem,

Que com o verdadeiro olhar,

O Elogiem.

 

Nós não queremos partilhar,

Queremos que o olhar seja todo nosso,

Que ninguém possa atravessar,

E lançar pedras e desgosto,

Na Obra

 

Nós não queremos partilhar.

Puro egoísmo, da vida demais preenchida,

Somos tantos para partilhar,

Que nada resta de singular,

O Homem.

 

Nós não queremos partilhar,

Queremos que se exaltem com a nossa tristeza,

Que doem toda a vossa riqueza,

Só para podermos voar,

O Espírito.

 

Nós não queremos partilhar,

Queremos amor, calor e ardor,

Todo de uma vez, e para sempre

Mantendo-se a luz vigente,

Apontada para o “eu” no palco preeminente,

A vida.

 

Eu não quero partilhar,

Quero ver, sentir, cheirar,

Saber que mais ninguém pode imitar,

Levar a vida mais adiante.

Não quero partilhar.

Quero ser eu, constante.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *