Coral de Sophia de Mello Breyner Andresen

A poesia deve ser lida devagar. Cada palavra deve ser apreciada. Os seus significados devem ser procurados. Os sentimentos que nos despertam devem ser analisados. Devemos trazer para dentro de nós as mensagens “escondidas” atrás de cada expressão, atrás de cada conjunto de palavras.

Um poema é uma história, contada através duma forma definida, apreciada por aquilo que se pretende que ela seja. Um poema diz-nos muito, especialmente àqueles que o ouvem falar.

Um livro de poesia não se lê, absorve-se. Um livro destes não acaba, não se chega à última página sentindo-se a falta do seu início. Um poemário acompanha-nos durante uma vida, alegra-nos na tristeza, ajuda-nos a apreciar a solidão, homenageia a tristeza e engrandece a alma humana.

O livro de poesia da semana (e da vida inteira) é “Coral” de Sophia de Mello Breyner Andresen.

Qual o poema e o escritor que mais apreciaste até hoje? Qual o poema que te marcou para a vida, e ao qual voltas de vez em quando?

 

Deixem aqui os vossos comentários ou enviem e-mail para: sara.g.farinha@gmail.com

 

Um pensamento em “Coral de Sophia de Mello Breyner Andresen”

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *