Diário de Bordo: Sobre Escrever

Às vezes é tão difícil encontrar dentro de nós aquele cantinho que deseja escrever. Não é falta de vontade, é uma espécie de resistência consciente a tudo aquilo que nos faz despejar a nossa alma numa página em branco.

É uma espécie de terror que toma conta do nosso ser racional e nos impele a querer esquecer tudo aquilo que nos pode magoar. Escrever é, sem dúvida, o aliviar da mente numas folhas em branco, colocando aí o que nos causa desconforto, o que nos anima ou reprime e tudo aquilo que agita os nossos demónios pessoais. E esse sentimento é algo tão poderoso que, nos faz desejar não possuir esse dom. À vontade de partilhar o que nos vai na alma, junta-se o pânico de revelar aquilo que mais nos atemoriza.

Às vezes é difícil encarar essa necessidade de procurar as verdades absolutas, outras vezes é essa busca que nos ajuda a sobreviver.

Este é o início de uma viagem, por caminhos tortuosos de palavras sentidas. Uma jornada apaixonada pelo mundo da imaginação. Este é o meu pensamento do dia. Mais dias virão, mais pensamentos se conjugarão e outras histórias se formarão. Hoje é só mais um dia…

ΦΦΦΦΦ

Deixem aqui os vossos comentários ou enviem e-mail para: sara.g.farinha@gmail.com

Um pensamento em “Diário de Bordo: Sobre Escrever”

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *