Começar de novo e fazer melhor – Uma contemplação de final de ano

começar de novo e fazer melhor

Se tivesse de começar de novo o que faria melhor?

O que faria em grande? Sem medo?

Sem pensar em A+B = a C ou a D? E, se conseguirei, com qualquer dos resultados.

Onde se pensa muito, resta pouco espaço mental para crescer, para falhar, para ter coragem de começar de novo e fazer melhor. Click To Tweet

Qual foi a parte que não ressoou com os meus leitores? O que falhou? O que resultou? Algumas coisas sei, consigo identificar o que falhou. Outras, nem por isso.

Sei que tive muito medo de começar. Há dez anos atrás e uns trocos, tive muito medo de começar. Tudo. O que fosse. Qualquer coisa.

Podia escrever isto mas não aquilo. Podia usar uma tag apenas se mencionasse especificamente que era uma opinião. Opiniões são relativas e, se usasse essa denominação, poderia evitar conflitos indesejados.

Podia ignorar os críticos e não procurar nada que me pudesse quebrar a cúpula de vidro em que vivia. Podia pedir aos santinhos para não receber comentários de ódio e afins. Podia e fiz.

Fiz isso  tudo e mais umas coisas. Arrisquei o mínimo e, por isso, recebi o mínimo.

Se pudesse recomeçar de novo o que faria em grande? Em REALMENTE GRANDE?

E tu?

Se tivesses coragem para começar de novo o que farias em grande?

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.