12 Meses/12 Contos: Conto de Novembro de 2013

trapos vivosO conto de Novembro do Desafio 12 Meses/12 Contos foi escrito no âmbito da votação do público para o tema especial de Dezembro do Fantasy & Co.

‘Trapos Vivos’ deu-me a oportunidade de voltar a um tema e ambiência que muito me agrada nos meus escritos.

Lamento, mas não é um conto nada natalício… não era exigido, mas acho melhor esclarecer, desde já. Essa cena das luzes de natal, dos presentes e dos sentimentos de abnegação e partilha e… Natal, basicamente, não me assiste. Sim, tenho algumas memórias amargas com textos encomendados de “espírito natalício” que, talvez um dia, dêem uma boa história.

Assim, voltei ao horror, aos distúrbios mentais, à dor e culpa. Se calhar, não devia estar a divulgar estas coisas aqui porque esforcei-me bastante para que o conto permitisse aos leitores explorar o tema por si próprios… e, já agora, deixo o apelo para que partilhem comigo o que retiraram dele.

Como qualquer texto com um mote, a pesquisa e a sua articulação na construção da história, é algo que me deixa muito satisfeita. Claro que o tempo limitado para pesquisa não me agrada particularmente mas, para mim, o resultado final acaba sempre por compensar. Assim, e sem mais devaneios sem jeito nenhum…

Aqui ficam os progressos do Conto de Novembro:

Inspirado em: Votação do público do tema para o conto especial do mês de Dezembro no Fantasy & Co.

Conto: ‘Trapos Vivos’

Palavras: 2.638

Progressos: Concluído e podem lê-lo aqui…

Sinopse: Esperar pelo fim dos dias é ver escapar a vida entre os dedos. Mas, esperar era tudo o restava àquela mulher. Entregue aos cuidados duma instituição, sente o resto da sua sanidade evaporar-se, ao encontrar uma boneca de trapos que a relembra que a culpa não se consola com misericórdia.

Φ

Acompanhem este desafio na página ‘12 Meses/12 Contos‘.

ΦΦΦΦΦ

Deixem aqui os vossos comentários ou enviem e-mail para: sara.g.farinha@gmail.com

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *