Força (Uma Página De História) – Da Weasel

Tás a sentir
Uma página de história
Um pedaço da tua glória
Que vai passar breve memória
Tamos no pico do verão mas chove
Por todo o lado
Levo uma de cada
Já tou bem aviado
Cuspo directo no caderno
Rimas saídas do inferno
Que passei à tua pala
Num tempo que pareceu eterno
Tou de cara lavada
Tenho a casa arrumada
Lembrança apagada
De uma vida quase lixada 

Passeio
read more

Líderes precisam-se, com urgência

  Estatísticamente falando e pessoalmente também, o que mais há: Falta de líderes, Presunção de liderança e Coordenação imbecil.   O artigo do link em baixo só ajuda a confirmar a ideia: Líderes precisam-se, com urgência   http://clix.expressoemprego.pt/scripts/Actueel/display-article.asp?ID=1825   Agora a questão é será que não existem? Ou andam “escondidos”? Ah! Já sei, é que só é líder quem possui todos os factores determinantes: conhecimentos, dinheiro, boa linhagem e pouca imaginação…

Para ti

Oiço a tua presença,

Incerta e fugaz,

À margem da minha existência,

Consolas-me, quando te apraz.

 –

Parece que vejo algo,

A ti, saudade imensa.

Vens, mas não estás,

Presente, mas sem pertença.

 –

Choro, pois não te sinto,

Onde deverias estar.

A ti, ombro amigo,

Que foste, para não voltar.

 –

De coração partido,

É a saudade que corrói,

Neste império de vontade,

read more

Aquele que escreve

Lagos de concentração,

No pensamento, a ilusão.

Lagos de vida e compreensão

Duma luz de paixão.

 

Paciência de autor,

Num olhar, dum recuar,

Duma compreensão indistinta,

Dum amor, na tinta.

Duma escrita voraz,

Dum sonho mordaz,

Quem se encontra aqui

Iluminado pela luz da escuridão,

Pensará no que escreve,

Tocado pela satisfação.

Musicalidade

Despertas sentimentos!

Música o maior condutor,

Que me leva aos sonhos lentos,

Que me mostra amor e ardor.

 

És a entoação que permanece,

Que vive em mim.

Num coração agreste,

Tornas tudo num fim.

Objectivo: já o tiveste!

 

Mostras vida, mostras morte

Elevas quem sente,

Mostras o caminho para Norte.

Perpetuas um presente.

 

Mostras o amargo de boca,

Num pedaço que já passou.

Fazes sentir quem é

read more

Sal

Oiço passos no calor,

Pequenas tentações audíveis.

Mexem comigo, os enlaces,

De passos amovíveis.

 

Oiço a tua respiração,

Sons que exalas,

Entram nos tímpanos,

E com sons me embalas.

 

Sensação que algo mexe,

Vibra dentro de mim.

São passos que não esmorecem,

São vidas de cetim.

 

Oiço, ou julgo ouvir,

Penso que oiço,

Ou estarei a sentir?

Nada! É melhor que mentir.

 

E se sempre oiço,

read more