Como escolher o Nome da Personagem?

Seb Mckinnon
Ilustração de Seb Mckinnon

 

Como baptizar o nosso herói com o nome certo? Como escolher o nome adequado a cada personagem? Como escolher cada nome para cada personagem?

Podem dizer que gostam deste ou daquele nome, próprio e/ou apelido. Ou procurar numa lista qualquer. Há-as aos pontapés na Internet e em livros da especialidade. Ou adaptar um nome qualquer que vos soe engraçado.

Até podem trocar umas sílabas num nome comum e achar que é o nome perfeito… Também já aí estive. (Maldito corrector ortográfico! que só nos dá ideias da treta.)

Pessoalmente, acredito que o nome, e o que ele significa, tem impacto na história e influência no desenlace desta. Ou, pelo menos, deve aludir ao percurso da personagem na história.

“Quem escreve deve ponderar o significado daquilo que introduz numa história e recorrer a referências que se repercutem no leitor. ” – Recursos do Escritor: Um significado mais profundo

 

O nome define-nos como pessoa. Faz parte da nossa identidade. Muitos acreditam, também, que cada nome nos “empresta” determinadas características. Seja o nome de baptismo, o nome escolhido ou uma alcunha.

Há muita ciência por trás do estudo dos nomes (a Onomástica que estuda todos os nomes próprios, a Toponímia que se dedica aos nomes de sítios e lugares e a Antroponímia que se debruça sobre os nomes das pessoas).

Estuda-se a origem, a evolução, o significado e até a numerologia de um nome.

Existem compêndios completos do estudo dos nomes nas diferentes religiões. E, tal como na vida real, as religiões podem ser importantes para as nossas personagens e para determinar a sua forma de ser e estar.

E, se tanto se estuda os nomes na nossa vida real, como escritores, porque não faríamos o mesmo?

Pessoalmente, acho que são necessários seguir alguns passos para identificar o melhor nome. Sendo que, ao usar “melhor” quero dizer o nome que representa o espírito e a história da personagem, seja ela principal ou secundária.

Como escolher o nome da Personagem? Click To Tweet

  1. Conhecer muito bem a personagem e os desafios que ela irá enfrentar

  2. Conhecer o enredo da história, os pontos-chave da trama e a resolução dos conflitos

  3. Investigar alguns nomes que se relacionem com a forma de ser da personagem e/ou o desafio que ele terá de ultrapassar no decorrer da história.

Conhecer a personagem e os desafios para poder relacioná-los com o seu nome. Por exemplo, Maria é um nome de tradição cristã que se associa à imaculada concepção entre outras referências religiosas. Uma personagem de nome Maria poderia ter como características a bondade humana, a abnegação e o sacrifício pessoal. Estão a ver a ideia?

Conhecer o enredo, os pontos-chave e a resolução do conflito. Luna, Deusa Romana, personificação da Lua, também chamada de Selene, significa guerreira famosa e graciosa entre outras coisas. Este é um exemplo de relação directa entre o nome e o significado. O enredo tem lutas e guerras, e a personagem é graciosa, e são essas as características que forjam o desenlace final.

Forma de ser da personagem e o seu desafio pessoal. A graciosidade de Luna, retomando o mesmo exemplo, irá determinar quão bem ela se sairá no desafio final que lhe é imposto. A sua forma de falar, os seus actos, a sua linguagem corporal e as suas escolhas, tudo isto pode relacionar-se com o seu nome.

É irrelevante onde se procuram os possíveis nomes. Importante é escolher aquele que, não sendo a coisa mais óbvia do mundo (evitem o cliché, sempre que possível), se relacione com a história da personagem em questão, ou com o seu papel no enredo.

Para mim só faz sentido um nome que seja adequado à personagem, que nos transmita logo algo sobre quem ela é, que seja uma representação do seu papel na história.

Também isto ajuda a dotar a história de significância, a embuí-la de diversas camadas que lhe proporcionem outros sentidos, e dão consistência e profundidade à nossa obra.

É irrelevante onde vamos pesquisar o nome. Onde o encontramos ou, sequer, se o construímos. Importante é conhecer a personagem, saber qual o seu papel na história, e garantir que ela tem o nome certo.

::::::::::::::::::::::::::

Subscrevam este blogue e recebam todas as novidades por e-mail.

 

Donate! Help support this site!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *