Homenagem a Ursula K. Le Guin

Homenagem Ursula K. Le Guin

Ursula K. Le Guin, a 22 de Janeiro de 2018, morre a mulher que escrevia Ficção Científica e Fantasia. Não sei se compreendem a dimensão do facto. Eu, acho que ainda não entendo. Uma mulher que se distingue na Escrita de Ficção Científica e Fantasia.

“I think,” Tehanu said in her soft, strange voice, “that when I die, I can breathe back the breath that made me live. I can give back to the world all that I didn’t do. All that I might have been and couldn’t be. All the choices I didn’t make. All the things I lost and spent and wasted. I can give them back to the world. To the lives that haven’t been lived yet. That will be my gift back to the world that gave me the life I did live, the love I loved, the breath I breathed.” ‘The Other Wind’ read more

Um guia interactivo para o Top 100 dos Livros de Ficção Científica e Fantasia

Não resisti ao impulso de partilhar e de guardar este organigrama literário tão interessante. José M.Costa, no seu blog “Um Livro por dia“, divulgou, fui espreitar e deliciei-me com o ‘Guia Interactivo do Top dos 100 Livros de Ficção Científica e Fantasia’, da SFSignal. read more

Em pesquisa: Ficção Científica

Falar de Ficção Científica, para o público em geral, significa que as suas cabecinhas imediatamente imaginam naves espaciais, robots ao quilo e filmes com maus efeitos especiais. Talvez para muitos o seja, mas para muitos mais não o é.

 Neste género, marcaram a minha adolescência, o livro “Marune: Alastor 933” de Jack Vance, filmes como “A Guerra das Estrelas” e mais tarde “Matrix”, a série televisiva “Espaço 1999” e a “Star Trek”. (OK. Também me parece que é um bocado de naves e maus efeitos especiais.) read more

“Soberba Escuridão” na minha colecção

Soberba Escuridão” de Andreia Ferreira, mostra a tendência do nosso mercado em apostar em obras dedicadas à Fantasia e ao Sobrenatural. Pessoalmente adoro ambos, e se lhe juntamos Romance tanto melhor, afinal o amor é o combustível da vida.

Quanto à obra da Andreia, gostei. Posso não ter ficado deslumbrada com a história, mas apreciei bastante o desenrolar dos acontecimentos e o facto de se passar em Portugal (em Braga). Falar em romance sobrenatural, totalmente criado e passado numa cidade portuguesa era uma façanha que nunca julguei ser possível. Mas aí está! Uma história interessante e bem construída, que enriqueceu a minha colecção pessoal sobre o género. Antevejo uma sequela, e espero mesmo que ela aconteça. read more