Campanha Compre um Livro Nacional

campanha compre um livro nacional

Estava muito bem na minha vidinha e recebo uma mensagem muito interessante. Dizia:

Gostaria de a convidar para fazer parte da campanha Compre um Livro Nacional. O que me diz?

Pensei, isto está mau para comprar livros. Isto está mau para comprar (ponto final). Apesar de, confesso, ter saudades de comprar livros… e, a pilha de Livros para Ler não é ciumenta.

Depois, sem grandes esperanças, segui a hiperligação para o Instagram da Escritora Analita Santos (que encontram, também, n’O Prazer da Escrita) e encontrei a seguinte imagem:

compre um livro nacional

Com o seguinte texto:

Quero convidá-lo(a) para fazer parte de uma campanha que foi iniciada no Brasil e que decidi trazer para Portugal.

É algo simples, que pode apoiar o mercado editorial, ou melhor, os escritores portugueses e promover a leitura.

Mas, para isso acontecer é importante que todos nós, leitores ou que de certa forma trabalhamos com livros, com a escrita, possamos nos unir.

Estamos a iniciar a Campanha COMPRE UM LIVRO NACIONAL, que vai culminar na SEMANA COMPRE UM LIVRO NACIONAL, a decorrer de 1 a 8 de dezembro de 2020.

O objetivo é falarmos com editoras grandes, editoras pequenas, livreiros, escritores, autores independentes para de 1 a 8 de dezembro, todos proporcionarem livros nacionais com desconto.

Cada um de nós, dentro do seu círculo de influência poderá fazer a diferença.

Vamos falar com bloguers, jornalistas, youtubers para nessa mesma semana divulgarem os livros e os escritores portugueses: ficção, não ficção, histórias para adultos, para crianças, não importa. O que interessa é que seja produto nacional.

É anteciparmos as compras de Natal, de 1 a 8 de dezembro e escolhermos um livro para oferecer aos nossos amigos e familiares, mas não um livro qualquer: um livro de um escritor português.

O que lhe parece?

Basta partilhar esta mensagem e se conhecer uma editora, um(a) escritor(a), um(a jornalista, um(a) youtuber, um(a) bookstagrammer, um livreiro ou um(a) influencer, fale-lhe da campanha COMPRE UM LIVRO NACIONAL.

Se todos abraçarmos esta ideia, podemos ajudar o mercado livreiro nacional e acima de tudo, incentivar a leitura.

No Natal — e sempre — um livro é o melhor presente.

Para mais informações contactar @Analita Alves dos Santos

Edição brasileira em @campanha_livro_nacional

Pensei, posso divulgar. Ou, melhor ainda, posso disponibilizar algumas cópias do meu livro ‘Percepção‘ e aderir a esta causa… assim como, posso contactar com mais pessoas que possam estar interessadas em apoiá-la.

Posto isto, deixo aqui o meu compromisso, copiadíssimo da mensagem sugerida pela Analita:

Olá, o meu nome é Sara Farinha e apoio a campanha COMPRE UM LIVRO NACIONAL.

Este ano, antecipe as suas compras de Natal e de 1 a 8 de dezembro, escolha um livro para oferecer aos seus amigos e familiares, mas não um livro qualquer: um livro de um escritor português, e já agora, porque não, o meu?

Abrace esta ideia. Promova a leitura!

No Natal — e sempre — um livro é o melhor presente.

Não é a primeira campanha de promoção de compra de livros no Natal que faço… nem o primeiro apoio à criação de livros… nem a primeira sugestão de incentivo à leitura.

Esta é a primeira campanha que apoio em tempos de crise.

É um apelo à consciência do papel que a leitura, e as artes em geral, tiveram nas nossas vidas nos últimos meses. É um lembrete que devemos ajudar as causas que apoiem a divulgação da cultura, do saber, do conhecimento, da leitura, da educação. Porque pobreza não é, de todo, apenas falta de dinheiro. É, também, falta de acesso ao Saber.

Oferece um livro este Natal. Se decidirem optar pelo meu, enviem-me um e-mail, ou mensagem, e tratamos do assunto.

Deixo o meu contacto e os sítios onde podem acompanhar a Analita:

sara.farinha@sarafarinha.com

Instagram da Escritora Analita Santos

O Prazer da Escrita

Obrigada e Até Breve!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.