NaNoWriMo 2013 – ‘A beleza do fracasso’ e a piada cósmica do costume

capa

“O fracasso nunca é procurado, é sempre temido e impossível de ignorar. Na verdade, paira sobre todas as tentativas de exploração. No entanto, sem o aguilhão do fracasso que nos estimula a reavaliar e a repensar, o progresso seria impossível.” Hannah Bloch

“A beleza do fracasso – o que seria de nós sem ele?” é o título dum artigo, na edição portuguesa da National Geographic , de Outubro de 2013, onde vários exploradores fornecem um vislumbre dessa frágil relação entre o sucesso e o fracasso. Um texto (tão facilmente) aplicável à nossa realidade de escritores, e à minha situação em particular, que merece um destaque especial aqui no blogue. read more

Diário de Bordo: Actividades Literárias dos últimos tempos

Diário de Bordo

Porque será que, por mais que faça, parece sempre pouco? Respostas filosóficas à parte, aqui fica um resumo do que andei a fazer por aí, no que diz respeito à literatura.

Nos Escritos Publicados: read more

NaNoWriMo 2013 – Dia #1 – Em modo ‘Abandono Literário’ e não só…

capa

E se vos disser que, durante o dia de ontem, me esqueci por completo que à meia-noite começava o NaNoWriMo?

Pois! Felizmente, houve quem me relembrasse (o que eu agradeço). Assim, à meia-noite (quase) em ponto abri o documento de Word que será o meu ‘mais que tudo’ durante um mês. Dois parágrafos registados e dei conta que tinha de fechar o dito ou passaria a noite em claro… coisa que, neste momento, não ia ser útil ou desejável. read more

NaNoWriMo 2013 – O pânico! O desespero! O horror!

quiet in my heart_Ian Thomas

A quatro dias do início do desafio é hora de rever o que planeámos, detectar o que queremos mudar e listar as alternativas que podemos querer vir a usar. A quatro dias do fatídico início, e dependendo do tipo de delineador de planos que sejas, tens uma ideia bastante definida da história, das suas personagens, dos locais e da ambiência que pretendes.

Aqueles que levam o planeamento detalhado à risca terão também uma quantidade ínfima de pormenores, decorrer de cenas, interligações e sub-enredos. Os que não funcionam desta forma terão um conjunto de ideias, em papel ou noutro formato (o mental incluído), e uma convicção daquilo que querem construir. read more

NaNoWriMo 2013 – E o plano? Tens um plano?

plano 2012

Cada projecto exige de nós um esforço especial. Algo inteiramente dedicado àquele texto, a uma ambiência, ao resultado final que almejamos. Sou de opinião que o plano deve reflectir esta adequação ao projecto em causa.

Como indivíduos optamos pela organização, ou sistema, que acreditamos melhor se adequar às nossas necessidades e inspirações artísticas. E é assim que deve ser. Escrever ficção, seja qual for o género literário ou estilo pessoal, não obedece a parâmetros rígidos ou regras absolutas. Deve, sim, obedecer àquilo que melhor se adequa ao texto em si. Com isto quero dizer, pouco importa a estrutura do planeamento, se obedece às métricas definidas, se possui os picos de acção/emoção nos sítios pré-definidos. Isto não é produção fabril. É paixão, é emoção, é criar as nossas guias, as linhas que nos ajudam a ir de ‘A’ a ‘B’ sem nos perdermos (muito). read more

NaNoWriMo 2013 – Estão abertas as hostilidades!

Início

Quem anda nestas lides literárias, como escritor ou leitor, decerto já ouviu falar deste desafio. Aqueles que têm acompanhado este cantinho literário sabem que, todos os anos, gosto de partilhar a minha experiência.

Com o intuito de nos pôr a escrever, de nos retirar quaisquer bloqueios de escritor, de cimentar um sentimento de que pertencemos a uma comunidade, dispersa por esse mundo fora, mas comum na prossecução dos seus objectivos, o NaNoWriMo é o mecanismo em que podemos confiar para deixar algo de maior dimensão, a cada ano que passa. read more

Diário de Bordo: Sobre os Desafios Literários de 2012 e 2013

goodreads

Nesta primeira semana do novo ano tenho-me dedicado à avaliação de 2012 e ao planeamento de 2013. Assim, e ainda nesta mesma linha de pensamento, estes são alguns dos desafios aos quais voltarei porque considero importante manter projectos paralelos, complementares e divertidos. Aqui vos deixo o resumo do ano que passou e os objectivos do ano que ainda agora começou.

Leituras: Goodreads Reading Challenge read more