Julho, pós-operação e actividades criativo-literárias

vida criativa

Olá, Julho! Como vais? E, vocês? Como estão?

Eu sinto-me bem melhor. Operada a sítio impróprio para anúncio, a recuperar, após uma semana e meia de cama, sem poder (ou conseguir) sentar… ou deitar de barriga para cima, ou andar, ou mexer-me em condições.

Uma consulta médica depois, atestando que os limites estavam na minha tolerância às dores… enfiei-me num carro, com duas almofadas bem posicionadas, e apreciei cada momento da viagem de três horas e picos (com alguns picos incluídos em sítio impróprio).

Mas, a verdade é que à medida que o tempo passa, também os danos passam. Estou bem melhor. Quase, quase, a 90%.

Tenho andado bastante, apanhado muito sol, quase nada de água do mar… só posso molhar até aos joelhos… li, escrevi, fotografei e filmei bastante. Aproveitei a companhia de parte da minha família, arranjei uma bolha dolorosa no pé, comi gelados… e, esqueci-me da dieta cetogénica por umas semanas.

carroussel

O cheiro a mar, o sol a aquecer, a natureza possível, um bom livro para ler (ver opinião aqui…) e muito tempo para apreciar, o sítio, e as pessoas com quem estou.

Entretanto, regresso quanto me é possível aos meus projectos escritos. Na duração que consigo porque ainda não aguento muito tempo sentada e, nunca, sem desconforto ou dor.

O Camp NaNoWriMo passou para segundo plano. A princípio consegui escrever deitada mas, ao fim de três dias (a contar da data da operação) as dores aumentaram, fruto da redução da medicação. Os braços e o torso cansavam-se cada vez mais e, para o fim dessa semana, só aguentava 5 minutos do que quer que fosse que exigisse segurar/teclar/agarrar.

camp nano
O lembrete devia estar à minha frente, não?!? lol

Aproveitei para começar a ler “Save the Cat! Writes a Novel” de Jessica Brody… e, tirar umas notas sobre a história d’Os Metamorfos’. Quero acreditar que isto conta como Camp NaNo, mas não contabilizei para as 50 000 palavras, que era o objectivo fixado no início.

Mas o mês ainda não acabou!!! Ó pra mim cheia de esperança!

Outra novidade…

Ando há uns tempos a contemplar a ideia de arranjar um clube de leitura. Há uns anos atrás, experimentei um desafio daqueles em que se lê uma quantidade de livros por mês, sujeitos a certas características ou temas, mas no caso em particular eram romances: o Reading Romances Challenge,

Neste momento, os meus interesses literários expandiram de outra forma, pelo que queria encontrar um grupo de leitura que me desafiasse a ler mais e melhor.

Confesso que não sou amiga do presencial. Há alguns grupos a promoverem encontros, mais ou menos regulares, que apostam bastante na presença, e formação de grupo ligado a estes eventos literários. Ahh é giro, e tal, mas não é para mim. LOL.

Há uma certa necessidade de aparecer, apenas para se ser visto, que me irrita e no qual não quero reconhecer qualquer valor acrescido… só por pura teimosia (LOL).

E, cada vez mais me aborrece a obrigação de ter de estar onde não desejo estar fisicamente. Vejo as vantagens, em certas ocasiões, em que a presença física é insubstituível. Mas, na maioria dos casos não o é.

Ao mesmo tempo, sei que aprecio saber o que os outros pensam sobre os livros que lêem. Gosto de conhecer uma opinião decente, quando uma obra me desperta interesse, e gosto de me sentir responsável pelos esforços de leitura que empreendo… pelo que tinha de existir algum tipo de interacção humana.

Outro motivo a favor de procurar um grupo de leitura, consistiu na minha necessidade de ler livros que nunca escolheria. Ou mesmo escolhendo, teria alguma relutância em ler. Accountability!!! Entro, a meio do presente ano, no Clube de Leitura Encontros Literários ‘O Prazer da Escrita’ de Analita Alves dos Santos. E faço-o com elevadas expectativas.

O primeiro livro é ‘O Som e a Fúria‘ de William Faulkner. Estou a gostar, apesar de ver a confusão (brilhante) da primeira parte desta história. Acrescento que ainda não o terminei e que, por algum motivo (idiota da minha parte, claro!) achei que não era leitura de verão… porque este aqui era 😂

summwer reads

Mas, para ser sincera, o livro que me fez decidir sobre a adesão a este clube de leitura foi ‘Moby-Dick’ de Herman Melville. Há anos que anda uma cópia, ali na prateleira e, cada vez que olho para ele penso quero ler… e, há coisa de um mês vi um filme sobre a história que inspirou Melville a escrever esta obra. Este filme aqui… e relembrou-me que há muito que quero ler este livro.

E, sim! já vi um dos filmes mais antigos mas só serviu para me deixar algumas marcas esquisitas, próprias de quem não compreendeu muito do que viu naquela história… adiante.

Juntando mais uns quantos livros de autores portugueses, e permito-me a oportunidade de ler mais histórias, que não seriam a primeira opção, durante muito tempo, caso não tivesse um incentivo externo para as escolher.

Outras aventuras que ficaram meio paradas, por motivos de saúde, são o VLook e o novo blog https://writer.sarafarinha.com/

VLook

No caso do VLook, ainda estou em plena curva de aprendizagem. Quero compreender como posso criar algo com significado e esteticamente inspirador. Preciso aprender a ver as coisas de uma forma videográfica e não apenas na perspectiva de contar uma história.

Mas acima de tudo, e o meu perdão adiantado às almas a quem nada os atemoriza (não.), continuo a combater alguns demónios muito pessoais, com várias décadas de digladiação, própria de quem não deseja expor a sua imagem, mas escolheu a actividade errada para isso.

writer

No caso do novo blog, https://writer.sarafarinha.com/, é um projecto totalmente em Inglês, que se pretende cheio de actividades mais ligadas à escrita, e aos seus solavancos inevitáveis. Desisti de combater as minhas tendências para escrever em Inglês e convido-vos a acompanharem-me nesta viagem.

E, assim se passaram os primeiros vinte dias de Julho. Um mês cheio de desafios físicos e de resiliência necessária para os mais pequenos actos.

Espero que estejam bem, ou o melhor que for possível. Quero desejar-vos umas excelentes férias e que vos seja possível aproveitar estes meses da forma que mais vos agradar.

Obrigada e Até Breve!

***

Referências:

6 comentários em “Julho, pós-operação e actividades criativo-literárias”

  1. Olá!
    É só para desejar uma rápida recuperação e boas férias.
    Aproveito para expressar que gosto deste espaço de partilha de leituras, projetos, ideias…Muito bom.

    1. Olá, Helena. Obrigada pelas simpáticas palavras. É óptimo ler comentários destes e saber que há pessoas que gostam de ler o que escrevo.
      Obrigada e até breve!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

%d bloggers like this: